França - Champanhe precisa de ajuda

03/08/2020

A indústria do vinho de Champagne está pedindo ao novo Ministro da Agricultura uma redução significativa de seus encargos sociais para responder à crise de Covid-19.

Apoiada pelas regiões Grand Est e Hauts de France, a indústria vinícola de Champagne está pedindo ao novo Ministro da Agricultura uma redução significativa de seus encargos sociais para responder à crise de Covid-19. Enquanto a proposta do governo atualmente relata uma isenção de 100% limitada a fazendas que sofreram uma perda de faturamento de 80% entre 15 de março e 15 de maio, os viticultores e as casas de champanhe formulam em conjunto duas contrapropostas. : redução de 100% além de 60% de perda de faturamento e 50% abaixo de 60%.

O setor também está pedindo um aumento dos limiares de isenção de encargos ao contratar trabalhadores ocasionais, em particular para os aproximadamente 100.000 catadores previstos para o final de agosto. "Precisamos dessa ajuda, caso contrário as empresas desaparecerão", explica Maxime Toubart, presidente da Syndicat General de Vignerons de Champagne, lembrando que o champanhe não deseja recorrer à destilação de crise.

Para 2020, o setor estima as perdas potenciais em 1,7 bilhão de vendas e 100 milhões de garrafas.

Fonte: Le Figaro Vin

(Com AFP)

https://www.omundodosvinhos.com/