Vinhos italianos

02/06/2020

(Foto AFP / Marco Bertorello) 

O setor de vinhos na Itália, o maior produtor mundial em volume, deve registrar uma queda no faturamento de 20 a 25% este ano devido às conseqüências da epidemia de coronavírus, de acordo com uma estimativa do centro de estudos do banco Mediobanca publicado terça-feira. Isso representaria uma queda no faturamento de cerca de 2 bilhões de euros.

O estudo foi realizado com as 215 principais empresas italianas de vinho, com um faturamento superior a 20 milhões de euros, ou juntas 9,1 bilhões de euros. Segundo esta pesquisa, 63,5% das empresas planejam experimentar uma queda nas vendas. Estes foram gravemente afetados pelo fechamento de restaurantes, hotéis e bares devido à contenção e pela desaceleração do comércio mundial, que levou a uma queda nas exportações .

A crise parece ainda mais grave do que a de 2009, quando 60,6% das empresas do setor registraram queda nas vendas, com queda no faturamento de 3,7%, destaca o centro de estudos de Mediobanca .

A península orgulha-se de ser o principal produtor mundial de vinho (com 47,5 milhões de hectolitros no ano passado), logo à frente da França (42,1 milhões), da qual conquistou este título em 2015. A a maior parte é vendida no exterior, o que permitiu ao país angariar 6,4 bilhões de euros no ano passado (contra 9,8 bilhões da França, que continua sendo o principal exportador em valor).

Fonte: Terra dos Vinhos

https://www.omundodosvinhos.com/